Weverton segue como único consenso ao Senado por aliados do Palácio

A cerca de apenas cinco meses para o início das convenções partidárias, época em que será feita a escolha dos candidatos pelas legendas e a deliberação sobre coligações, o deputado federal Weverton Rocha (PDT-MA) segue como único a ser consenso absoluto para o Senado por todos os aliados do Palácio dos Leões, inclusive os que disputam pela unção do governador Flávio Dino (PCdoB) para a segunda vaga ao posto.

Único já escolhido publicamente por Dino, Rocha demonstrou extrema habilidade política ao se aproximar e conquistar a confiança de todos os outros postulantes à Câmara Alta, ao ponto de todos os demais pré-candidatos demonstrarem interesse em tê-lo como parceiro de chapa, antes mesmo do chefe do Executivo estadual definir sua preferência pelo pedetista.

Seja Eliziane Gama (PPS), José Reinaldo Tavares (sem partido), Waldir Maranhão (Avante) ou Márcio Jardim (PT), e até mesmo os apoiadores destes, bem como os caciques estaduais da coalização de partidos que apoia a reeleição de Flávio Dino — além de uma multidão de prefeitos, lideranças políticas, deputados estaduais e federais —, nenhum trabalha pela formação de outra chapa senatorial para 2018, senão a que tenha Weverton na disputa.

No entorno do Palácio, não há sequer aspiração por uma parceria senatorial entre Gama e Zé Reinaldo, Maranhão e Jardim, Gama e Maranhão, Zé Reinaldo e Jardim, Zé Reinaldo e Maranhão ou Jardim e Gama. Todos atuam, desde antes da definição do governador pelo primeiro nome ao posto, para estar na disputa com Weverton Rocha.

É com esse prestígio e essa destreza, inclusive, que o parlamentar do PDT age para pacificar os ânimos de toda a base aliada do governo e aconselhar Flávio Dino sobre a definição do outro nome para a formação da chapa.

fonte blog atual 7

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *